Como pode, enquanto treinador, ajudar a prevenir lesões?


No primeiro artigo que publiquei no Futebol de Formação, apresentei aquelas que a International Federation of Sports Physical Therapy considera como sendo as competências do Fisioterapeuta a actuar no desporto, sendo a primeira delas a prevenção.

Como bem sabemos, a realidade é que muitas das vezes, nas camadas jovens e equipas não profissionais (em ambos géneros), não há orçamento para ter um fisioterapeuta na equipa, cabendo assim ao/s treinador/es este trabalho.

O FIFA 11+ é um programa de preparação para a actividade completo, desenvolvido por especialistas internacionais, para reduzir lesões entre jogadores de futebol masculino e feminino com idade a partir dos 14 anos (FIFA 11+). Desde que foi criado em 2006, tem vindo a ser testado no futebol, no futsal e até no basquetebol, verificando-se ser eficaz na redução de lesões, constituindo assim uma ferramenta que os treinadores podem e devem aplicar nos seus treinos.

Em que consiste então o FIFA 11+?

O campo deve ser preparado da seguinte forma:

FIFA 11+
Parte 1: exercícios realizados a velocidade lenta, combinada com alongamentos activos e situações controladas de contacto;

Parte 2: seis conjuntos de exercícios com foco no core* e pernas, força, equilíbrio e pliometria / agilidade, cada um com três níveis de dificuldade crescente;

Parte 3: exercícios em velocidade moderada a alta, combinados com mudanças de direcção.

A FIFA desenvolveu vídeos exemplificativos e descritivos que permitem perceber e executar os exercícios da melhor forma (consulte http://f-marc.com/11plus/exercises/ ).

Enquanto fisioterapeuta no desporto (e mesmo como atleta), verifico que o tempo de treino nem sempre chega para preparar todos os aspectos de jogo. Não obstante, principalmente no que à formação diz respeito, deve prezar-se (ainda mais) a integridade dos jovens desportistas, e parte dessa estima passa por integrar no plano de treino exercícios com objectivo de prevenir lesões, que poderão ser o plano da FIFA ou outro elaborado pelo fisioterapeuta ou profissional do exercício que integre a equipa.

No desporto de competição, seja ele qual for, existe sempre um vencedor e um vencido (ainda poderá haver o empate, mas adiante), e qualquer atleta ou treinador prefere ficar no lado do vencedor, no entanto não devemos esquecer que também tem uma forte componente de formação do jovem atleta enquanto pessoa (ver: http://www.futeboldeformacao.pt/2016/04/05/futebol-processo-de-formacao-parte-1/ ), sendo a criação de hábitos saudáveis (se o desporto servir para o jovem ter lesões, de saudável pouco terá) um deles.

Posto isto, senhores treinadores, a prevenção pode passar por vocês… Provavelmente será difícil despender os 20 minutos, duas vezes por semana que este programa sugere, mas poderão instruir ou informar os vossos atletas dos vídeos  e documentos existentes (no caso de jovens adolescentes que tenham autonomia para os realizar), ou até mesmo programar no vosso plano de treino uma ou outra fase de repouso activo em que os atletas que estão de fora do exercício em equipa estão a realizar alguns dos exercícios propostos no FIFA 11+ (pranchas, agachamentos, saltos, outros).

Para terminar, um apelo aos treinadores dos escalões de formação: ajudem os vossos jovens atletas a serem mais inteligentes técnico-tacticamente, a formarem-se como seres humanos, mas também a prevenirem lesões e potenciarem as suas qualidades enquanto atletas.

* core – pode apresentar-se de forma simplista como o conjunto de músculos que formam o cilindro de estabilidade lombar: diafragma pélvico ou períneo, diafragma respiratório, músculos lombares e músculos abdominais.

FIFA 11+. Disponível on-line: http://f-marc.com/11plus/11plus/. Consulta em: 22/12/20.

  

 

Sem comentários

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anterior O legado de Johan Cruyff para o Futebol de Formação
Próximo Motivação e Formação no Desporto: As seis razões do insucesso escolar (5/6) - Honra