Defendo firmemente que o futebol tem de ser um jogo de sentimentos.

Digo muitas vezes o que move a bola, é a paixão.

Na formação isso ainda se torna mais importante, o treinador deve ter a responsabilidade de demonstrar em todos os momentos, que futebol é muito mais que um simples jogo.

Todos nós temos consciência que temos uma gingante influência sobre os jovens, deve-mos tirar partido disso, para eles perceberem que futebol é algo de maravilhoso.

O primeiro objetivo de um treinador de formação, deve ser promover o prazer em jogar futebol e a paixão pelo jogo.

Na esperança que as nossas atitudes terem um impacto positivo para ajudar a fundamentar esse sentimento.

Nesse aspeto é cada vez mais importante, ser mais que um treinador.

Temos de ter a capacidade de ser em muitas vezes, tudo, menos treinador.

Os jovens jogadores devem sentir que aquela pessoa de capa na mão e apito na boca, vai ser o seu melhor amigo, alguém que irá motivar para conseguir evoluir, como num contexto negativo irá ser sempre alguém que o defenda e o ajude a superar essa fase.

Treinar num ambiente de amizade nestas idades é muito produtivo, se for reciproco entre treinador e atleta, é sinal que temos as bases mais importantes neste desporto.

Ninguém pode esquecer, que futebol tem as suas próprias regras, em muitos casos decisões difíceis de tomar, objetivos a alcançar, fases negativas, pois, mas é ai que o valor da amizade faz a diferença.

Em alguns casos é esse valor que faz superar todos os desafios num atleta.

Não existe nenhuma vitoria mais saborosa que sentir os nosso atletas felizes, chegar ao treino e ver todos com um enorme sorriso no rosto, é possivelmente o maior sinal que vamos no caminho certo.

Muitas vezes não é fácil, e por vezes não sabemos o que fazer e como fazer, as crianças de hoje valorizam cada vez menos certos valores, mas continuo acreditar que o afeto resolve tudo.

É preciso perceber que não existe futebol sem paixão, nenhum exercício vai ser produtivo se os jogadores não estiverem felizes.

O atleta até pode fazer tudo o que o treinador pede, mas por respeito, não por vontade própria, quando isso sucede já sabemos que o resultado vai ser negativo.

Acredito que uns dos fatores importantes para um atleta sentir motivado é as vitorias, mas dificilmente vais ganhar se ele não sentirem Paixão por futebol.

Se tivesse de resumir tudo sobre futebol numa palavra, dizia que futebol é PAIXÃO.

Esta é a minha forma de estar, isso permite que ainda hoje me sinta uma criança feliz.

Continuar a ser criança, é algo simplesmente de maravilhoso.

Sem comentários

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anterior ESTÃO OS PAIS PREPARADOS PARA ACOMPANHAR O FILHO NO DESPORTO?
Próximo COMO AVALIAR O TREINADOR DOS MEUS FILHOS