Futebol Clube do Crato, fundado em 1 de Novembro de 1950, O Crato é uma vila portuguesa no Distrito de Portalegre, região Alentejo e sub-região do Alto Alentejo, com cerca de 1 600 habitantes.

O Crato é também sede de um município com 398,07 km² de área e 3 708 habitantes (2011), subdividido em 4 freguesias. O município é limitado a nordeste pelos municípios de Gavião, Nisa e Castelo de Vide, a leste por Portalegre, a sueste por Monforte e a sudoeste por Alter do Chão e Ponte de Sor.

A sua equipa sénior milita na 1ª Divisão distrital da Associação Futebol de Portalegre, nas equipas de formação só tem os escalões de Benjamins, Infantis e Iniciados, nos campeonatos distritais da AF de Portalegre, com excelentes infraestruturas e condições de trabalho o clube suporta as despesas com a formação, não existindo o pagamento de mensalidades por parte dos atletas para a prática do futebol nos escalões jovens.

Destaque para as três presenças no Campeonato Nacional da 3º Divisão, e para os três títulos de campeão da 1ª Divisão AF Portalegre (2007/08, 2009/10, 2014/15) e dois da Taça da AF Portalegre (2009/10, 2014/15).

MODELO DA FORMAÇÃO DO FUTEBOL CLUBE DO CRATO:

Qual é a filosofia do Clube em relação à formação?

No Futebol Clube do Crato existe uma ideia muito clara relativamente à formação.  E isso exige do clube uma grande atenção, com programas, formas e métodos de treino adequados.
Adequamo-nos ao nível das capacidades dos jogadores, fazendo coincidir, nas diferentes etapas de evolução, os níveis de complexidade do jogo às capacidades motoras e psicológicas dos jogadores. Só com um jogo adaptado e ajustado às suas reais capacidades, os jovens poderão desenvolver a sua qualidade de jogo de maneira mais eficaz. Tentamos que haja uma lógica de desenvolvimento, tendo em consideração a idade, as fases de desenvolvimento dos jogadores e os objectivos formativos a desenvolver nas diferentes etapas de aprendizagem do jogo pelos jogadores.

Quantos atletas tem na formação e número de equipas por escalão?

O Futebol Clube do Crato, clube da vila alentejano do Crato, distrito de Portalegre, está inserido num contexto onde cada vez é mais complicado recrutar jogadores. O distrito tem algumas dificuldades em manter as pessoas e isso leva a que cada vez o leque de recrutamento seja menor. E sendo o Crato uma vila, ainda se sente mais. Mas atualmente temos 3 escalões de formação. Benjamins sub-10 (fut 7), Infantis sub 13 (fut 9) e Iniciados sub 15 (fut 11). No total temos cerca 50 jogadores nos escalões de formação.

Existe uma forma de jogar igual para todas as equipas dos escalões de formação?

Existe uma ideia para todas as equipas. Mas não têm todas de jogar da mesma forma. Interessa-nos que a aprendizagem e o desenvolvimento estejam em primeiro lugar. E os treinadores têm a autonomia para, dentro de uma ideia geral, criarem contextos que sejam os mais favoráveis para a evolução. Quantos mais contextos e vivências os jovens experiênciarem, mais rica será a sua formação.

Como são os treinos ao nível do futebol infantil e juvenil?

No futebol infantil a ideia é que os treinos sejam mais técnicos do que táticos. Pretendemos que os jogadores passem muito tempo com a bola no pé. Defendemos que nestas idades os jogadores sejam livres para jogar. E por isso os treinos são muito focados na técnica individual e na coordenação motora.

Qual é o perfil de jogador definido para a formação e clube?

Não há propriamente um perfil, devido às dificuldades no recrutamento. Pretendemos ter o máximo de jogadores possível para depois podermos trabalhar com eles.

Como são os vossos treinadores enquadrados em termos de perfil por escalão?

Tentamos que os treinadores sejam os mais adequados à função. Temos muito cuidado na escolha dos treinadores. Primeiro de tudo têm de ter curso de treinador. Na Associação de Futebol De Portalegre todas equipas têm de ter um treinador devidamente habilitado para o cargo. Depois as características humanas são muito importantes para conseguirmos passar os conteúdos do jogo para os jogadores e os valores que o clube defende.

Como é o processo de captação e prospeção?

No inicio das épocas fazemos alguns treinos de captação.
A prospeção é feita quase porta a porta. Ou seja, andamos quase a bater às portas dos jogadores para os convencer a jogar futebol. Não é fácil. Mas crescemos muito com estas dificuldades.

Nos escalões de formação, Ganhar ou Formar?

FORMAR. Os resultados dessa formação é a evolução dos jovens enquanto desportivas e pessoas. Essa é a nossa prioridade.

O clube faz separação entre equipas de formação e competição? Como é feita a integração?

Não. No nosso nível são todas de formação.

De que forma é feito o acompanhamento de desempenho escolar dos atletas?

O acompanhamento escolar é feito de forma informal. Como estamos num meio pequeno, é fácil fazer esse acompanhamento. Andam quase todos na mesma escola, o que facilita, e os pais têm abertura suficiente para falar com os treinadores sobre essas situações. Que muitas vezes até ajudam a resolver.

Que avaliação faz dos quadros competitivos ao nível da formação em Portugal, tem sugestões de melhoramento?

Noutros países, como em Espanha, já se pensa em acabar com as tabelas classificativas no escalão de Benjamins. Não sei se isso iria resultar. Acho que o que devemos combater é as goleadas nos escalões mais baixos. Ninguém aprende nada quando perder por 10-0. Da mesma forma que quem ganha por estes números também não aprende. Devemos tomar medidas para que estes desequilíbrios não aconteçam.
Se, por exemplo, houver uma equipa a perder por 3, ela poderá colocar mais um elemento em campo. Com medidas deste tipo, talvez se equilibre os jogos.

Segue o site FDF Futebol de Formação, como avalia o nosso trabalho e ocorre-lhe alguma sugestão?

O FDF Futebol de Formação é uma ferramenta essencial para quem pensa e trabalha no futebol de formação. Está lá quase tudo. É uma espécie de manual para todos os que participam na formação dos Homens e Mulheres de amanhã.

Tiago Botelho - O nosso entrevistado

Data de Nascimento: 07/08/1987
Naturalidade: Lamego
Clubes representados:  Boavista FC, AC Milan, SC Canidelo e FC Crato
Cargo: Coordenador Técnico / Treinador
Curso/Formação: A frequentar o Curso de Treinadores Nivel 2
Clube: Futebol Clube do Crato

Website FC Crato Facebook FC Crato

Obrigado ao Futebol Clube do Crato e ao seu Coordenador da Formação Tiago Botelho por esta entrevista, partilha de conhecimento e pela mensagem que nos deixam, mais conhecedores e enriquecidos sobre o futebol de Formação em Portugal.

Aos nossos leitores esperamos que tenham gostado, e podem deixar uma mensagem ao Coordenador Tiago Botelho nos comentários aqui no site. Obrigado a todos.

Sem comentários

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anterior Treinadores de futebol de formação; especialização, sim, não ou talvez?
Próximo CONSIDERAÇÕES DE UMA MÃE PARA TODOS OS QUE TORNAM POSSÍVEL A FORMAÇÃO NO FUTEBOL !