São muitas as questões quando reunimos estas palavras: Futebol Formação e Departamento Médico! Deve ser transversal a todos os escalões e a todos os clubes?

Sim, o departamento médico não é só para os “grandes” Clubes de Futebol ou para as equipas de elite! É para todos!

A inter-relação entre a equipa técnica e o departamento médico deve ser instituído desde cedo, no momento da criação de um clube. O foco e a verdadeira razão são os nossos atletas, ainda em idade pediátrica e outros designados como jovens adultos, que necessitam de um acompanhamento médico adaptado ao seu crescimento e desenvolvimento.

Um Departamento Médico centrado na medicina desportiva, com o envolvimento da fisioterapia, da nutrição e da psicologia (e com um canal de comunicação estabelecido, otimizado e célere com a equipa técnica, especialmente com os fisiologistas).

Precisamos de um olhar global para os nossos jovens atletas, sendo necessário um departamento de saúde, que promova a relação com a equipa técnica, com os pais e com todos os elementos que constituem um clube, inclusive com a direção.

A promoção de uma visão global do atleta, a saúde física, psicológica e social para um desenvolvimento equilibrado, além de contribuir para melhorar a sua performace e consequente desempenho desportivo.

É uma possibilidade para promover um estilo de vida saudável e uma mudança positiva no próprio atleta e na família.

O departamento médico é uma estrutura que deve ser criada de acordo com as necessidades do clube. Nem todos podem ter uma estrutura com vários elementos e recursos a funcionar sete dias por semana; mas é possível começar pela criação de um pequeno departamento médico que pode ser construído e evoluir à medida das suas necessidades.

É essencial fazer um levantamento para permitir a rentabilização do mesmo (apoio a uma equipa ou a todas as equipas do clube, apenas para uma modalidade ou para as várias modalidades?) e perceber a sua real importância.

Acreditem que vai fazer a diferença na saúde dos nossos atletas e na saúde do clube!

A componente formativa deve ser um dos objetivos, permitindo a todos os elementos da estrutura, uma atualização constante e um crescimento pessoal e profissional. Devendo esta ser extensível (adequando os conteúdos) a pais e atletas.

Para implementar um Departamento Médico – aspetos base:

 – Recursos Humanos

– Material

– Local

– Horário

– Registo Clínico

– Formas de comunicação

– Reuniões semanais

– Formação

As funções de um Departamento Médico (versão resumida) (1,2):

  1. Planear o início da época desportiva.
  2. Exame Médico – Desportivo.
  3. Avaliação e comunicação da situação clínica do atleta.
  4. No período que antecedem os jogos, comunicar a situação do atleta (condicionado, apto ou apto com restrições).
  5. Determinação do regresso ao treino/ jogo após lesão ou doença.
  6. Planeamento e instruções de acompanhamento para atletas que necessitem de tratamento durante ou após treino/ jogo.
  7. Comunicação a equipa técnica ou a outros elementos da estrutura dos pontos acima referidos de forma clara e concisa (respeitando sempre o sigilo médico).
  8. Documentação apropriada e manutenção de registos médicos.
  9. Atendimento no pós-jogo de atletas lesionados ou doentes.

 

  1. Callender, S. Being a Team Physician. Current Sports Medicine Reports. 2018; 17 (2): 39–40.
  2. Putukian M, Echemendia R, Dettwiler A, et al. Prospective clinical assessment using Sideline Concussion Assessment Tool-2 testing in the evaluation of sport-related concussion in college athletes. Clin J Sport Med. 2015; 25 (1): 36– 42.

Sem comentários

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anterior O MENTAL COACHING E A FORMAÇÃO DE JOVENS ATLETAS
Próximo Aprendizagem Tradicional vs Aprendizagem Diferencial