Motivação e Formação no Desporto: As seis razões do insucesso escolar (2/6)


Pais e professores acreditam que todos nascem intelectualmente curiosos. Face à esmagadora evidência de que alguns alunos não estão interessados em atividades intelectuais, tentam ainda assim ensinar-lhes as alegrias da vida escolar e académica. Em vez de apelar aos valores e motivos de vida intrínsecos dos estudantes, tentam impor-lhes os seus próprios valores. Esta estratégia comprovadamente não funciona, pois a investigação revelou que cada indivíduo apresenta uma estrutura motivacional única. O comportamento de cada um é moldado e determinado por impulsos internos específicos que é preciso conhecer para poder ajustar as estratégias de forma individualizada. Cada aluno requer uma abordagem personalizada, como se se tratasse de um atleta de alto rendimento ou de um executivo em processo de coaching.

Steven Reiss identificou seis preditores do insucesso escolar, a saber:

  1. Medo do fracasso/problemas de autoestima (positivamente correlacionado com uma elevada necessidade de aceitação/aprovação social).
  1. Baixa Curiosidade (baixa necessidade de conhecimento)

A teoria dos 16 motivos de vida de Steven Reiss distingue dois tipos de curiosidade, que não estão relacionadas uma com a outra. Por um lado, temos a Curiosidade Intelectual, também conhecida como necessidade de cognição ou de conhecimento, que motiva o pensamento e a valorização de ideias. Por outro lado, temos a Curiosidade Exploratória que motiva o interesse por estímulos novos e é inibida pelo medo do desconhecido.

No Questionário de Motivação de Steven Reiss os resultados elevados na escala da curiosidade indicam Curiosidade Intelectual, enquanto que os resultados baixos em Tranquilidade e Aceitação Social indicam Curiosidade Exploratória. O questionário revela que aos estudantes pouco curiosos lhes desagrada ter que pensar. Boa parte dos estudantes com baixa Curiosidade estão descontentes com os conteúdos escolares e com as atividades intelectuais que a escola tradicional propõe ou impõe.

Gráfico RMP Curiosidade

Legenda: Gráfico RMP (Reiss Motivation Profile) com o perfil motivacional de um atleta/estudante com baixa necessidade na dimensão Curiosidade. A interpretação do perfil exige a análise da interação dos diferentes motivos de vida. A avaliação do perfil motivacional é realizada através do preenchimento de um questionário RMP online devidamente validado. A análise dos resultados é feita por um especialista certificado, numa ou várias sessões de coaching, com o atleta/estudante e com os pais.

Como podem então os estudantes com baixa curiosidade dar o seu melhor?

Uma das sugestões é que os professores e formadores apresentem os conteúdos em pequenas partes, respeitando a regra da progressividade. Estes estudantes beneficiarão ainda de pausas frequentes entre as experiências de aprendizagem e tenderão a responder positivamente a experiências de aprendizagem práticas. Os professores devem reduzir a ênfase nas ideias e nos conceitos e, em vez disso, devem privilegiar e salientar os aspetos práticos e a relevância que cada um dos assuntos escolares abordados tem na vida do estudante.

Os professores, treinadores, pais e outros agentes educativos podem beneficiar se aprenderem a identificar e a utilizar corretamente os gatilhos psicológicos que energizam ou pelo contrário desmotivam os seus alunos, em função dos seus perfis motivacionais únicos e específicos. A escolha das palavras e atividades certas nos momentos certos, que aqui não temos espaço para desenvolver, dependem do conhecimento do perfil individual do aluno, pelo que não é possível usar uma só estratégia eficaz para todos.

Fonte: Steven Reiss (The normal personality: a new way of thinking about people. Cambridge University Press, New York, 2008)

Sem comentários

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anterior O papel do treinador no futebol de formação segundo a Abordagem Baseada nos Constrangimentos
Próximo Motivação e Formação no Desporto: As seis razões do insucesso escolar (3/6)