A iniciativa promovida pela FPF, em parceria com as associações distritais, arrancou esta quinta-feira e vai estender-se até dia 31 de maio.

O formulário para preenchimento, relativo ao processo de recenseamento de Escolas de Futebol e Centros Básicos de Formação de Futebol (CBFF), já está disponível online.

A Federação Portuguesa de Futebol iniciou esta quinta-feira, 1 de março, o recenseamento de Escolas de Futebol e Centros Básicos de Formação de Futebol (CBFF).  Esta é a primeira fase do processo de Certificação de todas as entidades com atividade de futebol na qual existam praticantes federados ou não federados, de acordo com o DL 45/2015, de 9 de abril.

Para garantirem um processo de recenseamento bem-sucedido, todas as Entidades, públicas ou privadas, Clubes ou Escolas, poderão aceder ao site da FPF e preencher este pequeno formulário que estará disponível online até ao dia 31 de maio.

Clubes e outras Entidades recenseadas em função da sua realidade serão classificadas como Escolas de Futebol ou CBFF até 30 de junho. Este processo não permite, só por si, uma certificação de qualidade, limitando-se, nesta fase, a reconhecer a existência desses Clubes e Entidades no âmbito Federativo, classificando-a de acordo com o tipo de atividade e condições que proporciona, permitindo o registo dos praticantes e a homologação das provas e atividades desenvolvidas.

Desta forma, a FPF cumpre a vocação tutelar que lhe é conferida pelo Decreto-lei 45/2015, de 9 de abril, onde se pode ler que “compete à Federação Portuguesa de Futebol homologar os regulamentos aplicáveis, a fim de assegurar o respeito pelas regras de proteção da saúde e segurança dos participantes, bem como o cumprimento das regras técnicas da modalidade, e encontra-se dependente da emissão de parecer ao abrigo do Regulamento de Homologação de Provas da FPF.”

Apenas as Escolas de Futebol e CBFF com registo definitivo na FPF poderão submeter-se ou candidatar-se ao processo de Certificação, que vai iniciar-se no dia 1 de novembro. Este registo e a eventual Certificação, além de responder às questões de natureza legal (DL 45/2015, 09 de abril), pode trazer enormes vantagens a todos os Clubes e Entidades envolvidas, como por exemplo o reforço do mecanismo de compensação financeira e a credibilidade de uma  avaliação qualitativa que permita assegurar o reconhecimento público no meio em que estão inseridas, através do cunho da Federação Portuguesa de Futebol.

Neste sentido, a FPF conta com o apoio de todos os clubes e Associações Distritais e Regionais na divulgação e consciencialização da importância de um processo que representa não apenas mais um passo no trabalho conjunto de desenvolvimento do futebol português, mas também um auxílio efetivo a todos os pais que pretendem fazer uma opção segura na hora de escolher uma Entidade onde os seus filhos possam praticar um desporto que se confunde com a identidade do país.

Fonte: c/FPF

1 Comentário

  1. Alvaro
    25 Julho, 2018
    Responder

    Boa tarde. Onde podemos consultar a lista dos clubes que já se inscreveram?

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anterior Aliados Lordelo dá lição de fair play ao deixar Valadares marcar um golo
Próximo Como os Ídolos Influenciam as Crianças!