BENJAMINS SUB-11: TREINADOR AGREDIDO EM DÉRBI DE GONDOMAR


Foto: ojogo.pt

Jogo entre as formações sub-11 do Sousense e do Gondomar, disputado na Foz do Sousa (que pertence ao concelho de Gondomar) terminou da pior maneira.

Mais um caso de violência no futebol português. O encontro entre os jovens do Sousense e o Gondomar – todos com menos de 11 anos – terminou com agressões.

Segundo o que o jornal O JOGO apurou, o treinador do Gondomar foi agredido e está, juntamente com toda a equipa, retido no balneário até que a GNR chegue ao local.

Sousense e Gondomar disputam a Série 2 da Divisão de Honra da AF Porto e estão separados por dois pontos. O Gondomar ocupa o segundo lugar – o último a dar acesso à fase de apuramento do campeão – e o Sousense é quarto.

DIREÇÃO DO SOUSENSE DESVALORIZA INCIDENTE E NEGA AGRESSÃO

Presidente do clube de Gondomar admite confusão entre pais dos jogadores, mas nega agressões

O encontro entre as equipas sub-11 do Sousense e do Gondomar terminou com cenas de violência. A equipa do Gondomar acabou por ter de recolher aos balneários, onde aguardou pela chegada das forças policiais.

Ao jornal O JOGO, José Martino, presidente do Sousense, desvalorizou o sucedido e negou que o treinador do Gondomar tenha sido agredido.

GONDOMAR CONTRARIA SOUSENSE: “TREINADOR ESTÁ ARRANHADO E COM HEMATOMAS”

Depois de o Sousense ter desmentido agressões ao treinador da equipa de Sub-11 do Gondomar, Rúben Carvalho, coordenador das escolas dos gondomarenses, que venceram por 5-2, e que esteve presente no encontro, relatou uma situação complicada para André Teixeira, treinador do Gondomar.

“O jogo contém uma certa rivalidade pois são duas equipas vizinhas e decidia o acesso à fase seguinte. Após o grito de vitória do Gondomar, o treinador André Teixeira foi interpelado por parte do diretor e treinador do Sousense e depois começaram a entrar pais de atletas do Sousense no campo. O treinador foi empurrado e puxado e teve que fugir para o balneário”, começou por dizer, ao jornal O JOGO.

“Foi chamada a GNR, que ajudou à saída dele do estádio, porque cá foram estavam, ainda, algumas pessoas para tirar satisfações com o André Teixeira, inclusive o diretor do Sousense que, mesmo na presença da GNR, dirigiu-se a ele com palavras menos corretas”, relatou, não encontrando explicação para a exaltação no final da partida.

“Não sei se existiu alguma troca de palavras durante o jogo. Estava na bancada e não me apercebi. O nosso treinador tinha arranhões e hematomas e teve que ser assistido pelo nosso massagista no local”, acrescentou.

“FUI AGREDIDO E PEDI AOS MIÚDOS PARA NÃO SAÍREM DO BALNEÁRIO”

André Teixeira, treinador dos Sub-11 do Gondomar, relatou o que sucedeu no jogo com o Sousense.

André Teixeira, treinador dos Sub-11 do Gondomar que venceram por 5-2 no vizinho Sousense, confirmou o clima quente com que terminou o encontro.

“No final do jogo houve alguma troca de galhardetes entre o diretor do Sousense, que me insultou o jogo todo e decidiu avançar para mim, eu não lhe respondi e, no meio da confusão toda, vieram pais atrás de mim, fechando-me no balneário, agarram-me pela camisola, tenho alguns arranhões, inclusive algumas pessoas do Sousense empurraram-me para dentro do balneário para me proteger, não tive nenhum comentário durante o jogo, apenas me insultaram durante toda a partida. Deixei-me ficar quieto e depois fui agredido com alguns empurrões no meio da confusão”, afirmou, ao Jornal O JOGO.

Entretanto fechei-me dentro do balneário, pedi aos miúdos para não saírem e com a chegada da polícia permitiu que os miúdos fossem saindo com os pais e a autoridade tomou conta da ocorrência e consegui sair tranquilamente com a chegada da polícia”, relatou-

FONTE: Jornal www.ojogo.pt

Sem comentários

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Anterior DE CADA VEZ QUE DEIXAS O TEU FILHO GANHAR, ESTÁS A ROUBAR-LHE UMA OPORTUNIDADE DE CRESCIMENTO.
Próximo Pancadaria acaba com jogo de infantis em Coimbrões